S.O.S TERRA 2019 COMPROVA AMEAÇAS CRESCENTES AO MEIO AMBIENTE

Intervenções artísticas de Thiago Cóstackz durante expedição a Groenlândia, Islândia, Dinamarca e Floresta Amazônica mostram os problemas ambientais que interconectam esses lugares

Groenlândia – Obra: “Nave Cactus” - Intervenção de Thiago Cóstackz em meio aos icebergs que se desprenderam da grande Capa de Gelo - Instalação de esculturas de acrílico reciclável Acrilaser Espelhado.

Completando 10 anos, o projeto S.O.S Terra, do artista Thiago Cóstackz, é uma ação artística e ambiental que utiliza do poder instigador da arte para chamar atenção às consequências da ação humana à vida no planeta. O projeto já percorreu diversos países com intervenções das quais já falamos aqui na Cartola em entrevista com o artista, em 2016.


Thiago Cóstackz acaba de chegar da jornada “Tupiland Goes to Greenland” - Expedição 2019 a Groenlândia e Amazônia. O artista e sua equipe percorreram mais de 43 mil quilômetros durante 38 dias, passando por regiões do Ártico como Groenlândia, Islândia e Dinamarca, e áreas da Floresta Amazônica. “O objetivo foi mostrar o avanço dos problemas ambientais encontrados nas primeiras viagens e fortalecer a ideia da interconexão entre esses problemas e as regiões visitadas”, afirma Cóstackz.

Groenlândia – obra: “The Great Tupi Mother on Ice” - Performance feita por Thiago Cóstackz em cima de um iceberg no Oceano Glacial Ártico. Um grande risco pela causa.

Para a comprovação dessas realidades, foram captadas imagens fortes e provocativas, muitas vezes beirando o “bizarro”, com o intuito de incentivar o debate acerca dessas questões, além de entrevistas com cientistas que apresentam tristes índices de um retrato nada agradável sobre a situação do planeta.

Espécies têm se extinguido a um ritmo até duas mil vezes maior do que é considerado normal. Tudo isso está relacionado ao que pode ser uma nova extinção em massa. Mas, dessa vez, com o gatilho humano”, aponta o artista. A expedição tem como objetivo mostrar que não existem “eles” ou “nós” quando nos referimos a mudanças climáticas e problemas ambientais, e que mesmo acontecimentos em locais isolados podem contribuir com catástrofes em diferentes regiões do planeta.

Groenlândia – Degelo fora do normal de enormes icebergs que se desprenderam da grande Capa de Gelo.
Islândia - Thiago Cóstackz realiza a Performance – “The Great Tupi Mother” - No lugar que um dia foi uma floresta borel no sul da Islândia, hoje devastada, se tornou uma área deserta.

O projeto consiste em um conjunto de ações de performances, intervenções e documentação dos impactos das ações humanas no planeta. Todo esse rico material estará disponível em livro, documentário e exposição em maio de 2019.

S.O.S Terra foi realizado com apoio da Secretaria de Estado da Cultura, por intermédio do Programa de Ação Cultural – PROAC do Governo do Estado de São Paulo, e contou com o patrocínio da empresa Air Liquide, juntamente com o aplicativo Rhapidus, durante a intervenção "Oceano Plástico", na Av. Paulista.

Equipe S.O.S Terra 2019
Thiago Cóstackz: idealizador e artista;
Ana Gabriela: Cóstackz: Produção e voluntária;
Lucas Manhani: Engenheiro Civil, tradutor e voluntário;
Patrícia Alves: Fotografa e voluntária;
Suzane Sena: Produtora e voluntária.
Tecnologia do Blogger.

@cartolamag