É melhor se preparar: uma entrevista com Davi Cíntori

Natural de Belo Horizonte, o jovem de 21 anos vem ganhando espaço na música pop brasileira com um som autoral e dançante


Retomando a série de entrevistas com novos artistas brasileiros, entrevistamos o mineiro Davi Cíntori. Seu último single, "Vai Quebrar", em parceria com a drag queen potiguar Kaya Conky, demonstra a constante evolução de um trabalho que promete fazer sucesso na música brasileira.


Cartola mag - Como você se envolveu com música?
Davi Cíntori - A música sempre esteve presente na minha vida desde que me entendo por gente. Me lembro de ter 6 anos de idade e juntar todos os meus vizinhos na casa dos meus pais para fazer meu show em cima de um pallet, ou de quando tudo o que queria fazer era pegar a linha de costura da minha mãe para fazer de microfone.

Cmag: Artistas costumam a falar sobre a possibilidade de assumir novas identidades e se expressarem através de sua arte. Para você, o que significa fazer música e como isso reflete em sua vida pessoal?
DC: Bom, eu costumo dizer que tanto o Davi Cíntori quanto o Davi Lucas são a mesma pessoa. A única coisa que realmente difere um do outro é a forma com que coloco meus sentimentos de artista separados dos pessoais, mas sempre tento manter ambas personas interligadas. Fazer música para mim é poder justamente fazer essa junção. Quando eu escrevo uma música ou penso em uma performance, eu coloco no Davi Cíntori aquilo que sei que o Davi Lucas talvez teria uma certa falta de coragem de fazer se pensasse muito, mas ao mesmo tempo com toda a verdade do meu lado pessoal, pois é algo que acontece da forma mais sincera e natural possível, é algo que vem de dentro!


Cmag: Quais artistas você admira e como eles influenciam o seu trabalho?
DC: Eu, como qualquer outro garoto gay que ame música pop, sempre vi nas grandes divas internacionais a maior de todas as referências. Beyoncé, para mim, sem sombra de dúvidas, é na minha vida a maior de todas. A forma como ela toma frente do seu trabalho e faz tudo acontecer, e ainda assim se mantém firme com sua voz em cima de um palco, sem perder o fôlego por um segundo sequer, é espetacular! Porém, sempre procurei focar nas histórias que vinham do meu lugar de origem, e já que estamos falando sobre grandes nomes, Anitta é a minha maior influência dentro do nosso país, tanto sua história como cantora, quanto sua garra no mundo dos negócios sempre me fizeram admirá-la. Principalmente depois que ela começou a se assumir no mercado latino, que também é um dos principais fatores na minha música. Então eu sempre tento fazer essa junção de pop, latino, brasileiro com uma pegada forte e sempre, SEMPRE com muita dança! que é o meu maior forte nas apresentações/shows. Porém, também tenho minhas referências masculinas que sempre pesam na hora de criar um trabalho em relação a sonoridade. Tenho como referência forte a batida de J Balvin com o vocal de Justin! Em relação à dança, Jason Derulo e Michael Jackson são exemplos de nomes que tenho comigo.

+ Confira o clipe "Vai Quebrar", em parceria com a drag queen potiguar Kaya Conky.


Cmag: O clipe de seu primeiro single, "Resta Aceitar" (2017), já demonstrava um prezo estético e uma música bastante dançante. Em "Vai Quebrar" (2018), música em parceria com a drag queen potiguar Kaya Conky, isso é ainda mais evidente. Como se dá o seu processo de criação de imagem e som?
DC: O meu processo de criação expressa muito minha verdade, e Davi Cíntori é isso! É aquela coisa que te faz vibrar, essa mistura do colorido com a noite, com toda a sensação de querer dançar sem parar, de se aceitar da forma que é, escutar a música e falar: eu me amo e ponto! Se você reparar, tanto Resta Aceitar, quanto Vai Quebrar se parecem, visualmente falando. Eu quis trazer em Vai Quebrar essa minha estética de volta, por saber que seria um trabalho mais bem feito, quis mostrar o meu verdadeiro potencial! Óbvio que não ficaremos sempre nisso, porém sempre irão perceber algo em comum ali e como cada ponto se liga no outro.


Cmag: E como foi trabalhar com Kaya Conky, a Dona de Natal?
DC: Kaya é um amor, eu estou completamente apaixonado pela pessoa/artista que conheci. Um profissionalismo impecável e uma dedicação absurda por cada detalhe. Eu não tenho palavras que pudessem descrever aqui o quanto ela foi e está sendo importante para mim nesse meu processo de fazer o Brasil me conhecer. Com toda certeza, quando estiver aonde quero chegar, ela será lembrada em minha vida como uma das primeiras que confiou no meu trabalho.

Cmag: Uma das bases das lutas ligadas ao movimento LGBT é a busca por visibilidade. A internet abriu novas portas para novos artistas e através dela, nos últimos anos, a música brasileira tem sido reinventada, com cada vez mais artistas e canções que discutem questões de raça, sexualidade e gênero, por exemplo. Como você enxerga essa renovação do cenário musical?
DC: Eu sinto que pela primeira vez estamos presenciando a verdade sendo dita e aceita de uma forma tão ampla, uma verdade na qual por vários motivos viveu silenciada durante tanto tempo, e sim, estamos vivendo a quebra de um silêncio, isso é histórico! Eu sou apaixonado por cada artista e pessoa que tem se dedicado para fazer com que isso aconteça, e pretendo fazer parte desse time tão lindo. Essa renovação se dá não só por conta das canções em si, mas também sonoramente e visualmente falando, hoje eu posso dizer o quanto o Brasil é forte no quesito visual, sem mais precisar ficar comparando com o que a gringa nos oferece.


Cmag: Qual o próximo passo? O que podemos esperar de Cíntori no futuro?
DC: Bom, o que eu posso afirmar é: esperem o inesperado! Haha Já estamos trabalhando no próximo passo, toda minha equipe juntamente com meu produtor musical Gabriel Fontes, estamos tomando todo cuidado possível para que seja mais um passo firme como Vai Quebrar foi para nós! Possivelmente teremos mais uma nova parceria como próximo single, porém não posso falar muito sobre ainda! É isso, e a certeza de que isso é só o começo, espero que essa seja a primeira de muitas vezes que vocês irão ouvir sobre mim, obrigado por todo suporte, isso é lindo!
Tecnologia do Blogger.

INSTAGRAM FEED

@cartolamag