5 novas marcas brasileiras para ficar de olho


As noções de "masculino" e "feminino" estão sendo cada vez mais questionadas, mescladas e desconstruídas. CartolaMAG.com listou 5 novas marcas brasileiras que vêm investindo na moda sem gênero.  Ainda não as conhece? Irá amar conhecê-las!



Há mais de 100 anos, a estilista Coco Chanel causou uma revolução no mundo da moda ao colocar na passarela mulheres vestidas com peças consagradamente masculinas – a calça pantalona e a camisa bretão são ótimos exemplos. As referências eram buscadas nos uniformes da marinha francesa, de modo que o conforto e a praticidade das roupas, até então tidas como masculinas, se tornaram sua marca registrada. Chanel deu o pontapé inicial para essa quebra da ideia de que roupas são marcadas por um gênero.

Com o passar dos anos, as noções de masculinidade e feminilidade estão sendo cada vez mais questionadas e desconstruídas, resultado principalmente de movimentos feministas e da democratização da moda por uma geração que prefere não ser rotulada.

CartolaMAG.com listou 5 novas marcas brasileiras que vêm investindo na moda sem gênero. Ainda não as conhece? Irá amar conhecê-las!

1 - ANOTHER PLACE

Foto: Reprodução
Marca Recifense baseada em São Paulo que está com tudo nas coleções genderless. O objetivo da Another Place é aproximar a moda sem gênero do consumidor final da maneira mais natural possível, defendendo: a roupa não define sua sexualidade e em um futuro próximo o genderless se tornará mais uma categoria da indústria. A ideia de suas peças serem livre de rótulos é deixar o consumidor escolher o que/como/quando quer vestir a peça. Dando essa liberdade ao cliente, tira-o do lugar comum, fazendo-o buscar a reflexão a respeito da igualdade. De assuntos mais simples – como a roupa – aos mais complexos vistos na sociedade, aumentando as possibilidades, a personalidade vira protagonista de cada pessoa, e é aí que a Another Place quer chegar.


www.anotherplace.com.br // @anotherplacebrand

2 - CRIS MOURA

Cris Moura F/W 16 / Foto: Jonathan Wolpert

Marca homônima do estilista pernambucano Cris Moura. Tendo como suas maiores inspirações as pessoas de espírito jovem e transgressor, a marca propõe através de uma linguagem limpa, acessível e usável, não só um estilo de roupa, mas também uma vida fluída. Desde sua primeira coleção, a marca criou roupas relativamente livre de gêneros, até se tornar mais forte no decorrer das coleções devido a aceitação do público. Isso gerou confiança para a marca entrar de cabeça no mundo genderless e fazer assumir um estilo de vida fora dos paradigmas da sociedade. Eles vêem como uma maneira de dar força às mudanças, desprendimentos e empoderamento das minorias. A qual, eles, como marca jovem, urbana, noturna e transgressora fazem parte.


www.crismoura.co // @crismoura.co


3 - DIEGO FÁVARO

Bakcstage da coleção Speed / Foto: Felipe Rufino

Marca homônima do estilista paulista Diego Fávaro. Sua maior inspiração é a matéria prima que, segundo ele, é o seu maior estimulo de sua criatividade. Porém, fora este item palpável, seus grandes aliados são músicas e filmes. Começou a fazer moda para o público feminino, mas viu que o público que mais atingia era o masculino. Desde então, Diego Fávaro foi criando um vínculo de amor muito forte pela moda masculina, mesclando elementos antes ditos pertencentes apenas a determinado gênero. E com isso, o mercado por si só foi moldando a empresa. 





4 - MEDUSA

Foto: Reprodução
A marca surgiu em São Paulo e foi criada pelo estilista Bruno Henrique, que tem como inspiração o feedback recebido do meio LGBT, devido a liberdade que as peças têm causado. Apesar de terem começado a criar peças voltadas ao público masculino, a ideia de criarem peças ambos os públicos tornou-se inevitável. Fazendo com que qualquer pessoa pudesse ver as peças e deseja-las, sem medo de consumi-las. Partindo da ideia que todos somos um só e que o gênero é apenas uma separação ideológica, rotulação. 



5 - ÜLEVUS

Foto: Reprodução
A marca tem como intenção vestir o público jovem que evita estereótipos e quer se sentir bem e confortável em tudo o que estiver vestindo, os que atualmente abraçam o considerado "estranho". Suas confecções são a mistura do estilo urbano conciliado às suas influências artísticas, como o minimalismo e surrealismo contemporâneo; transformando as peças em vestimentos confortáveis e fáceis de usar.
A marca procura fornecer aspiração da quebra de paradigmas, unindo ao valor de ser quem realmente importa: você.

Tecnologia do Blogger.

INSTAGRAM FEED

@cartolamag