Boundaries

Por estarmos presos em nós mesmos, a liberdade se torna nada mais que uma ilusão. De modo poético, a liberdade e o corpo são retratados na série fotográfica “Boundaries”, da fotógrafa lituana Kristina Sereikaite


“Estamos todos presos em nossos corpos, é por isso que a liberdade se torna uma ilusão. Nosso corpo fraco e temporal é uma gaiola para a nossa alma inquieta, que está esbarrando, como parece. Por trás dos quais há uma eternidade distante, sedutora e inatingível. O corpo é a sua prisão e a alma aprisionada não tem escolha senão resignar-se a ele. A alma tenta escapar, no entanto, de tempos em tempos, ela só esbarra em limites, barreiras. Sem borda ou fim existente, apenas os limites estão lá. Tudo o que há no corpo é um espaço entre esses limites. E uma expiração profunda.” Kristina Sereikaite.






Acompanhe mais de seus trabalhos em seu site.


Veja também