sobre / revista / envie / login


Colagem: Paulo Anjos
Versátil e confortável, a camiseta é uma das peças mais usadas do guarda-roupa. Estampadas ou lisas, na medida ou oversized, é ingrediente chave para combinações rápidas e confortáveis. CartolaMAG.com listou 5 novas marcas de camisetas com compromisso socioambiental, que apresentam produtos diferenciados e visam dar novas formas e conceitos a uma das peças mais básicas da história da moda.

NUN


Criada há aproximadamente 2 anos em Santa Catarina, a NUN surgiu quando os sócios Thiago Lemos e Ulisses Serafim desejaram empreender em uma proposta “social-consciente” no mundo da moda, com o objetivo de dar voz a minorias. “Queríamos poder explorar assuntos que julgávamos que precisamos de mais atenção e debate como racismo, feminicídio e homofobia.", afirmam.
O país é desafio e essa nova era de hiperconectividade abriu portas para aqueles que eram invisíveis. A NUN visa promover essa abertura social buscando contribuir com o debate em pauta, explorando temas em coleções de forma aberta, construtiva e inteligente visando o respeito e entendimento.
site / instagram

ESTRELLAR



Há aproximadamente 1 ano no mercado, a Estrellar visa a produção de peças com materiais de qualidade e em baixa tiragem. Segundo os sócios Afonso Lopez e Gabriel Zanin, o embasamento da marca consiste na estética trash com referências às décadas de 70 e 90. Ao trabalhar com cortes regulares, garantem o uso das peças por qualquer indivíduo, sem restrições de gênero.
site / instagram

ZHOI


A ZHOI é uma marca paulista criada em 2016 por Helena Obersteiner. Com peças com tom de humor e aspecto "kiddo", a proposta da marca é oferecer produtos confortáveis e acessíveis para quem se locomove diariamente pelos centros urbanos. "Acredito que a moda influência no modo como habitamos e ocupamos a cidade em que vivemos e, nesse sentido, nós vamos de contra mão a tudo que nos limita.", afirma Helena.
site / instagram


BRANDITEE


Lançada na Cartel 011, em São Paulo, há 5 anos, a Branditee é uma marca de camisetas unissex, sem estampas e atemporais. Nathalie Esses, responsável pela marca, explica que a Banditee surgiu da necessidade da mesma de encontrar peças lisas produzidas com material de alta qualidade. Com 3 linhas de produtos, a Basic, ECO e Premium, a Branditee apresenta camisetas básicas com acabamentos, golas e costuras diferenciadas. 
site 

NICOLAIA


Há 1 ano em atividade em São Paulo, a NICOLAIA foi criada pela designer Camila Fraga. Tem como proposta uma moda com preço justo e transparente, com roupas que não precisam ser lavadas com frequência. Isso porque os produtos apresentam nanotecnologia bioprotect aplicada, auxiliando na economia de água e vida útil das peças. Outro diferencial da marca é a forma de venda: quem dá o preço final é o cliente. " O nosso cliente que escolhe qual mark up acha justo para determinada peça. Nós abrimos nossos custos e quem dá o preço final é o cliente.", afirma Camila.
.

5 marcas de camisetas que você precisa conhecer

Colagem do artista visual potiguar Tiago Luís. Fotos: Alejandro Zenha, Matt Lambert e Sam Bayliss Ibram. Exclusivo para Cartola Mag.
A vida é, antes de mais nada, uma jornada. E como todos os destinos almejados, no final das contas, espera-se sentir um sentimento possível: felicidade. Nessa jornada, é comum nos depararmos com altos e baixos. Afinal, o caminho nunca é uma linha reta, mas como escalar uma montanha: às vezes temos que deixar todo o peso para poder subir, já outras, todo santo ajuda para nos por para baixo. Somos passíveis de forças como a gravidade.

Nós sabemos: quando se é artista, é comum no início da carreira se sentir desvalorizado. A Cartola Mag tem como uma de suas metas buscar a valorização de artistas, locais ou não. Em meio ao contexto em que vivemos, onde a ineficiência de políticas públicas de cultura é cada vez mais evidente e a ascensão de uma onda política no mundo que vem cortando nossas asas, construindo mais muros e pintando-os de cinza, ser artista é sinônimo de resistência e fé, de acreditar no mundo e em si mesmo.

Desse modo, o tema escolhido para nossa próxima edição virtual é FÉ, porque gostaríamos de fazer algo simples e íntimo, mas que de alguma forma incentivasse novos artistas a acreditarem em si mesmos. Para nós, soa bastante significativo uma vez que batalhamos há quase um ano a produção de nossa primeira edição impressa via Lei de Incentivo Djalma Maranhão, mas nos encontramos ainda sem empresa para patrocínio via isenção de imposto.

ENVIE SEU MATERIAL EXCLUSIVO!
Para a próxima edição gostaríamos de ver editoriais, ensaios fotográficos, textos, ilustrações, poesias ou qualquer outro trabalho artístico masculino exclusivo que se concentre no tema fé, ou às margens dele. 

Artistas visuais: Para a estética desta edição, pensamos em imagens surrealistas, íntimas, criadas de experiências e que demonstrem a relação entre o sagrado e o profano. Temas como o prazer carnal, pecado e dor serão abordados. Indicamos a estética da obra "O Êxtase de Santa Tereza", do artista barroco Gian Lorenzo Bernini. Como também, a experiência da artista contemporânea Marina Abramovic em sua mais recente obra "The Space In Between", uma viagem religiosa ao Brasil.
Escritores: Artigos, poemas e afins são bem vindos! Temos interesse em temas como religiosidade, vida e morte, experiências sobrenaturais e afins. O poema "Deus Verme", do poeta brasileiro Augusto dos Anjos guiará nossa linha editorial.

Palavras-chave: religiosidade, crenças, autoconhecimento, superstição, paganismo, nuvens, florestas, alucinógenos, sagrado, profano, festas do divino.

COMO ENVIAR?
Adoraríamos ver seu trabalho! Envie seu material exclusivo relacionado a fé para contato@cartolamag.com até o dia 21 de abril de 2017. Siga os passos:
- Em caso de fotografias, anexe no e-mail ou via WeTransfer/Dropbox no mínimo 7 arquivos .jpg em alta resolução;
- Informações sobre o material em questão;
- Inclua os créditos de sua equipe;
- Envie-nos links do seu site e/ou redes sociais;

Estamos ansiosos! A revista será lançada virtualmente no final de abril.
Ao enviar, você declara estar ciente de nossa política de privacidade.

Submissões para Cartola Mag

 Aldo Vinicios em editorial fotografado por Breno Freitas












Fotografia – Breno Freitas
Modelo – Aldo Vinicios
Roupas – Coagula

COAGULA

Talmor Kliman pelas lentes da fotógrafa norte-americana Olivia Johansen






Fotografia – Olivia Johansen
Modelo – Talmor Kliman

Talmor Kliman por Olivia Johansen

Jhoey Chinalder, da Fashion Studio Lisboa, em editorial fotografado por Camila Missaki. Exclusivo para CartolaMAG.com

"Nosso maior adversário é o campo de batalha escondido na própria mente. Em meio a bombas, tiros, gritos e ansiedades, surge um novo homem: sensível, atrevido, moderno. Onde a beleza caminha no masculino e feminino sem perder a identidade, mesmo no momento em que ainda espera seu grande amor que nunca existiu."







Fotografia – Camila Missaki
Concepção e styling – Jhoey Chinalder
Modelo – Jhoey Chinalder (Fashion Studio Lisboa)
Maquiagem – Laressa Lins
Produção – Ale Marcilio (Brecho Remonte)
.

LOVE MILITARY

O modelo carioca Matheus Silva pelas lentes de Arthur Germano










Fotografia – Arthur Germano
Modelo – Matheus Silva

Matheus Silva por Arthur Germano

Assim como os terceiros molares, a música pop surge de forma intensa e inevitável. 
Conheça o multiartista Siso, uma das novas revelações da música eletropop brasileira

Por Paulo Anjos

Natural de Belo Horizonte, David Dines é um dos novos multiartistas brasileiros em constante transformação. Com uma notória originalidade trazida pelo pseudônimo Siso, o artista vem conquistando espaço no cenário musical ao abordar a rigidez de estruturas sociais através de um eletropop cativante e visual desconstrutivo.

Foto: João Viegas
Hoje aos 28 anos conta que o contato com a música se deu desde cedo. Começou a aprender violão aos 8 anos e não parou por aí: curioso, passou a aprender um pouco sobre outros instrumentos como bateria e teclado. O talento e desempenho o fez pisar nos palcos aos 10 anos, acompanhando seu professor em show no Teatro Francisco Nunes, em Belo Horizonte. Depois da experiência, nunca mais parou. Nessa trajetória, muitos colaboraram ao longo do processo estimulando e inspirando seu trabalho, como Fabiano Nascimento (seu professor de música), Mutantes, Lineker, Letícia Novaes, Rico Dalasam, dentre outros.

Ouça o EP “Terceiro Molar” no Spotify. 

Ainda sobre suas influências, Siso conta que sempre foi fã da música do Nordeste. Sua mãe, que é natural de Natal, costumava ouvir ícones como Zé Ramalho, Quinteto Violado e Fagner. Ao ser questionado sobre o que conhece do novo cenário da música potiguar, afirma gostar muito da banda Luísa & os Alquimistas, e acompanhar bandas como Fetuttines, Camarones, Far From Alaska, Mahmed e Plutão Já Foi Planeta.

Foto: João Viegas
O músico, que também é integrante da banda mineira Cabezas Flutuantes, embarcou em 2016 em carreira solo com seu primeiro EP "Terceiro Molar", trabalho que marca sua nova jornada e amadurecimento como artista. Tanto sua música quanto sua estética demonstram ser um trabalho de caráter desconstrutivo e com foco no indivíduo. "Terceiro Molar", por exemplo, é uma viagem sobre as dores do amadurecimento, das múltiplas identidades, do descobrir e redescobrir. 
“Acho mais relevante, nesse momento, falar sobre desconfortos que vêm da rigidez de algumas estruturas sociais do que fazer uma música mais casual e descontraída, por assim dizer.”
Ao ser questionado como se sente ao abordar temas não tão notórios na realidade social, Siso afirma que há muitas histórias que precisam ser contadas e tornar relevante tais temas é muito importante, especialmente hoje. "Acho que o principal papel do artista é tentar provocar alguma transformação positiva na sociedade a partir da sua criação, seja ela pela desconstrução ou por algum tipo de alento que tira a atenção daquilo que é inevitável e cruel", acrescenta.



Para este ano, Siso pretende lançar seu primeiro álbum e um single ainda esse trimestre. Desde já, estamos ansiosos! É esperançoso e inspirador ver que mesmo diante do ódio e intolerância no mundo, a arte não se deixa ultrapassar e artistas surgem a todo instante.

"Deus me livre de ser um homem se for pra ser um bicho vulgar"

Siso e seu amadurecimento poético

José Vedovato (Amazing Models) por Connor Straathof











Modelo – José Vedovato (Amazing Models)
Fotografia – Connor Straathof

VEDOVATO